Brasil: Feria del libro anarquista 15,16 y 17 de Noviembre

cartazleirapoahttp://flapoa.deriva.com.br/

Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre acontece neste fim de semana

[A quarta edição da Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre (RS) acontece nesta sexta-feira (15), sábado (16) e domingo (17), no Espaço Deriva e no Ateneu a Batalha da Várzea. Haverá diversas atividades nestes dias, bate-papos, debates, oficinas, música, projeções e, sobretudo, livros. Confira a seguir a programação da Feira.]

• Sexta-feira, 15 de novembro

Onde: Espaço Deriva/Clube de Cultura – Ramiro Barcelos 1853

17h. Abertura.

18h. “Seguirei lutando enquanto você não acorda: Homenagem a Samuel Eggers”. Resumo: Leitura aberta de trechos escolhidos dos escritos do companheiro Samuel Eggers, seu entendimento político e de sua história. Samuel foi assassinado em 13 de setembro deste ano, na cidade de Caxias, depois de participar de um congresso científico apresentando pesquisas na área de psicologia e sua filiação a filosofia anarquista. As principais hipóteses sobre sua morte é que ele foi assassinado por grupos fascistas ou pela polícia militar por se declarar abertamente crítico do atual estado de violência policial, se autodeclarando anarquista.

 19h. Debate de abertura da feira: “Práticas e perspectivas anarquistas na atualidade”.

 • Sábado, 16 de novembro

 Onde: Ateneu a Batalha da Várzea – Travessa dos Venezianos

 10h. “Pequenos Passos em Direção à Utopia por um Ciberativismo de Quintais,Cafés e Noites Estreladas. Sobre práticas libertárias em Araranguá (SC)”. Resumo: A ideia é revisitar um pouco sobre o que tem sido feito de prático em Araranguá e região em relação a experiências autogestionárias, desafios libertários e propostas de relações horizontais entre coletivos e movimentos. Apresentar a metodologia da Colmeia, Ideias em Cooperação como catalisadora de projetos libertários e ouvir outras experiências vivas de quem participar da roda de conversa. Falaremos das experiências locais como as oficinas libertárias, a horta coletiva, o provedor comunitário livre, a rádio sofia livre, a antieditora, a escola democrática rio dos anjos, a formação da cooperativa de compras coletivas e a formação da rede de produtores e consumidores locais e outras experiências incipientes em nossa comunidade. Exemplos práticos nos quais o apoio mútuo e autogestão estão no centro de todas as atividades.

“Anarquismo e Libertação Animal”, com Ação Antisexista e outrxs. Resumo: Proposta de aprofundamento sobre a Libertação Animal: A comunidade anarquista muitas vezes faz objeções a Libertação Animal, ou prefere ignorá-la. Trazemos ao debate uma análise do contexto atual e conexões com as ideias anarquistas, pois acreditamos na libertação total. Criticamos as organizações veganas mainstream que não nos representam, tendo abordagens sexistas, reformistas e consumistas, e defendemos que a Libertação Animal não se resume a uma dieta.

 14h. Oficinas:

 “Confecção de abiosorventes”, com Mel. Resumo: Absorventes de pano, ecológicos e não tóxicos.

 “Jardinagem de guerrilha”, com a Comuna do Arvoredo. Resumo: cultivar em espaços urbanos, públicos ou privados, com as ferramentas e materiais disponíveis na cidade/bairro. Podemos fazer desde bombas de sementes, para serem espalhadas pela cidade, ou em okupações verdes em terrenos baldios e praças.

 “Serigrafia instantânea”, com Tharcus Aguilar.

 “Oficina de Stencil e colagem para jovens e crianças”, com Trampo.

 16h. Lançamentos de livros:

 “Autobiografia de um Irredutível”, de Cláudio Lavazza. Resumo: O livro é a autobiografia de Claudio Lavazza, anarquista italiano atualmente sequestrado pelo Estado Espanhol quando detido na fuga de uma expropriação a um banco, onde mata duas policiais em defesa de sua vida e de seus companheiros. Nessa Apresentação se pretende fazer um paralelo com o momento que vivemos hoje em nossa realidade.

 “Tesouras Para Todas”, Ed. Subta e Ed. Deriva. Resumo: Compilação de textos sobre a violência machista nos movimentos sociais, publicado originalmente na Espanha, sob o título ‘Tijeras para Todas’.

“Teoria Política da Organização Anarquista”, FAG (Federação Anarquista Gaúcha).

“O que devemos fazer”, de Liev Tolstoi, Ed. Deriva. Resumos: Atividade de lançamento da versão em português do livro pela Editora Deriva.

18h. “Oficina de RAP móvel”, com Parrhesia Radio Web. Resumo: Oficina de uma a duas horas de RAP e notícias com parrhesia radio web, transmitida via internet.

“Roda de Capoeira Angola e troca de ideia”, com Africanamente. Resumo: Roda na Travessa, com um momento para troca de ideia sobre capoeira e liberdade.

Ao longo do dia: Espaço de troca e distribuição de sementes.

• Domingo, 17 de novembro

Onde: Espaço Deriva/Clube de Cultura – Ramiro Barcelos 1853

10h. “A solidariedade como arma – respondendo à repressão”. Resumo: Como responder a repressão a partir da solidariedade ácrata, por que não cair no imobilismo nem na inocente confiança dos mecanismos do estado.

“Autodefesa feminista”: Oficina com Coletivo de Autodefesa Feminista – Cadfem (espaço exclusivo p/ mulheres e lésbicas). Resumo: Autodefesa feminista para mulheres, lésbicas e pessoas trans. Exclui a participação de homens cis.Breve relato do surgimento do grupo de auto defesa feminista de Porto Alegre, dicas para criação de outros grupos e oficina.

14h. “Autonomia e Movimentos Sociais”, com Frente Autônoma. Resumo: Autonomia é um conceito sobre o qual muito se tem falado e pouco se tem debatido. Em meio a um momento de crise organizacional, nos propomos realizar um bate-papo para reconstruirmos, juntxs, os diversos atravessamentos da prática autônoma e para discutirmos o papel de uma Frente Autônoma nos movimentos sociais. A ideia é trocar conhecimentos, saberes, experiências, estratégias, táticas, anseios, afetos, preocupações, vontades e propostas em torno dos lugares ocupados pelos coletivos autônomos que atuam na luta das ruas. Assim, problematizaremos questões como a autodefesa, a horizontalidade, a pluralidade e a hegemonia, a fim de potencializarmos nossas formas de organização e afinarmos o que acreditamos serem nossas práticas libertárias nesse meio.

“Autoria x Autoridade”, por uma epistemologia anarquista, com chuy.

“Confecção de jardins comestíveis suspensos”, com Comuna do Arvoredo.

16h. “Justiça e anarquia”. Resumo: A vontade dessa troca de ideias é discutir e debater sobre os sentidos que, como anarquistas, damos a uma palavra/conceito como “justiça”. O “justo” hoje é definido pelo sistema judicial através das leis feitas pelxs mesmxs que quotidianamente tentam nos oprimir e dominar; a prisão serve de castigo para quem não as respeita. Questionar a prisão como instituição é ao mesmo tempo questionar todo um sistema, os seus mecanismos de controle e uma sociedade que nos ensina desde crianças o que é “justo” e como devem de ser resolvidos os “problemas”. A proposta desse bate papo é então questionar e desconstruir esse conceito para logo nos propor debater sobre “outras formas” além da “justiça institucionalizada” de “resolver” os “problemas”, tomando vários exemplos históricos e atuais, tanto de comunidades como experiências de lutas.

“Cypherpunk e criptografia básica”, Oficina. Resumo: À medida que nossas vidas migram para os computadores e para a rede, os estados se mostram cada vez mais totalitários com suas possibilidades de vigiar todos os nossos passos. Com isso, a proteção de nossas informações digitais se torna cada vez mais importante na preservação de nossa privacidade e de nossa liberdade política. Essa oficina pretende explicar algumas noções básicas sobre criptografia, estabelecer sua importância, e fornecer alguns exemplos de medidas simples, mas de grande impacto, que podem ser adotadas por qualquer pessoa para proteger seus dados e suas comunicações.

“Oficina de teatro para crianças”. Responsável: Marcelo e amigx. Resumo: Ação física a partir do teatro para crianças. Sobre esta oficina se pode dizer que está enfocado a dinâmicas corporais, entendendo estas dinâmicas a partir de um trabalho de respiração-movimento, a dissociação e exercícios de improvisação…

18h. “Sarau musical – traga sua arte”. Convidadxs: Performance Me amo Você (com Patrícia Maya e Diego Vieira) Eduardo Solaris. Resumo: A ideia é realizar um sarau musical aberto à participação das pessoas presentes. Algunxs convidadxs confirmadxs trarão poesia e músicas de resistência e protesto da época da ditadura, além de performances como Me amo você,  uma reflexão sobre o amor contemporâneo, o machismo e o narcisismo de nossa sociedade.

Gênero, Poder e Violência nos mitos gregos”, com Paulina Terra Nólibos. Resumo: Mitologia grega é um tema fascinante, de grande impacto no imaginário ocidental, que, infelizmente, tende a ser abordado como uma sequência de narrativas sem valor político ou social, vistas meramente como histórias de entretenimento. Contrariamente a isso, autores das áreas de História, Filosofia e Psicologia tem apontado a gravidade das questões que a mitologia grega aborda, como a violência contra a mulher numa sociedade patriarcal (nossa principal referência no Ocidente), a guerra e os discursos pacifistas que surgem contra a cultura hegemônica, o papel da homossexualidade, o exercício do poder, a escravidão, a submissão e a revolta. Como historiadora, filósofa e arteterapeuta, gostaria de discutir autores e livros que, nas últimas décadas, estabeleceram novos olhares e leituras consistentes sobre o tema, apresentando diferentes interpretações e articulando mitologia à crítica social e proposições alternativas sobre a sociedade civil, seus direitos e sua representação no imaginário antigo.

Ao longo do dia: “1ª Mostra do Vídeo Anarquista de Porto Alegre”. Resumo: Exibição contínua de audiovisuais nacionais e internacionais, lançados nos anos de 2012 e 2013, documentários, curtas e longa-metragens, relacionados ao anarquismo em suas diversas formas e manifestações. Traga sugestões de vídeos para construir este espaço!.

Hackerspaço”. Resumo: Ponto de encontro para troca de informações, instalação de software, tentativa de resolução de problemas relacionados a tecnologia em geral, e o que aparecer.

Todos os dias: Bancas de livros e materiais anarquistas de diversas editoras e coletivos! Haverá também espaços com alimentos e bebidas, traga sua caneca!

 Mais infos: http://flapoa.deriva.com.br/

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.